Friday, January 27, 2006

Mozart & Falco





Duplo Tributo

Hoje é o aniversário (coisa estranha esta de celebrar aniversários de mortos) de um dos maiores prodígios da música. Com certeza não estou a dar novidade nenhuma porque com tantas reportagens, notícias e até uma homenagem do Google é difícil não dar pelo facto.

O piu piu também reconhe o seu génio e apresenta à sua maneira um tributo a um austríaco morto evocando outro austríaco já falecido.

Johann Hölzel teve a sorte de conseguir viver mais 5 anos (morreu aos 40) do que Mozart. Foi conhecido pelo nome artístico de Falco e foi mais um que celebrou o talento de Mozart com a música "Rock Me Amadeus". Milos Forman tinha-o feito no cinema, Greenaway na video-art e já vários músicos recriaram a música de Mozart em inúmeros estilos do qual me lembra entre outros a vertente "etno" de "Mozart in Egypt". Mas a homenagem de Falco assume maior importância porque o fez no estilo mais popular dos nossos dias, o pop-rock. Se Mozart era uma estrela da altura (pelo menos nas cortes e salões da época) é pertinente que esta homenagem tenha sido feita hoje em dia no estilo de música que mais gera pop-stars.

É um facto que os mortos são "explorados" pelos vivos. Muita gente fez e vendeu discos, filmes, séries, livros sobre Mozart. E se Falco encaixou algum dinheirito aproveitando-se de Mozart outros aproveitam-se agora de Falco. Como morto também ele já tem direito a estas "homenagens". Falco Meets Amadeus é um musical de 2000 sobre as músicas de Falco recorrendo ao imaginário visual da época de Mozart. É a exploração de uma exploração se bem que "politicamente correcto" chamada de homenagem. Como sempre a dinheiro chega sempre (aos bolsos de outros) depois de morto. A fama é que ninguém lhes tira, mesmo enterrados.

E viva Mozart (e já agora viva Falco também!).

He was the first punk ever
To set foot on this earth
He was a genius
He could play the piano
Like a ring and a bell
And everybody screamed:
Come on, rock me Amadeus

He was a superstar
He was dynamite
And whatever he did
Seemed to be all right
And he drank
He cursed and he fooled around
But when the women would shout:

(coro)
Come on, rock me Amadeus
Amadeus, Amadeus, Amadeus,
Amadeus, Amadeus, Amadeus,
Oh oh oh Amadeus.

(...)

1 comment:

Atomo! said...

Está muito bem! tenho para mim que esta foi a primeira estrela pop de sempre (o Mozart, claro, não o Falco)!